terça-feira, 15 de dezembro de 2009

E o que era festa se transformou em lágrima.

Lágrima de gratidão.
'Ainda que eu falasse a língua dos homens, que eu falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria.' I Coríntios 13 especifica bem o que eu seria sem Deus: nada. Ele me permitiu viver e ainda me deu um presente lindo, chamado Família.
Sim, é só uma oitava série. E é por isso que eu sou grata. Porque esse 'só' muita gente quis e não teve nem a oportunidade.
( Garotas de longos vermelhos,
garotos de terno, e gravata vermelho-vinho.
A da foto sou eu.)

A oitava série foi apaixonante, pode apostar.

5 comentários:

Rafael Vieira disse...

olha eu perdi a da oitava e a do terceiro me arrenpndo não fiz de bobo que sou. Parabens.Ficou muito bonita pra formatura.

Clara Bouvier disse...

AIIN AMOOR
SO NUUM TAVAA MELHOOR PQ EU N TAVAA LÁA NEAAH?
ÉEAH VIIDA NEAAH AMOOR
BRIGADAA,EU SEI Q CE ME AMAA.
TE AMOO AMOOR.

Fran.ciellen :) disse...

Que lindo!
Você tava linda!

*-*
lembranças gostosas essas :)

Rafael Vieira disse...

hey cade a mocinha desse blog
ta fazendo falta já

Anônimo disse...

amgaaaaaaaaaa *-*
to cm tants sauddas,xuxuu.
tavaa linda msmo!


bY: flavinha,ap.